Setúbal é uma cidade rica em valores, saberes
e multiculturalidade.

Divisão de Inclusão Social/Gabinete de Gestão e Intervenção Social

Divisão de Inclusão Social/Gabinete de Gestão e Intervenção Social

E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
segunda, 18 março 2013 15:51

Esforço de inclusão mostrado ao Governo

A presidente da Câmara Municipal de Setúbal deu a conhecer no dia 18 ao ministro da Administração Interna, em Lisboa, o esforço que está a ser realizado de eliminação dos problemas existentes em bairros sociais do concelho.

 

Maria das Dores Meira apresentou a Miguel Macedo um conjunto de ações de inclusão social em curso em Setúbal, nomeadamente na Bela Vista, em particular o projeto “Nosso Bairro, Nossa Cidade”, que envolve os moradores na tomada de decisão sobre as medidas a desencadear em diferentes domínios com vista à melhoria da qualidade de vida e à eliminação de estigmas.

 

Na reunião, realizada no Ministério da Administração Interna, a pedido da presidente da Câmara Municipal de Setúbal na sequência dos acontecimentos verificados com a morte de um jovem no contexto de uma intervenção policial, Maria das Dores Meira, acompanhada do vereador da Proteção Civil, Carlos Rabaçal, e do presidente da Junta de Freguesia de S. Sebastião, Nuno Costa, requereu um aumento do policiamento de proximidade na Bela Vista.

 

O ministro Miguel Macedo garantiu que será analisada a possibilidade de reorganizar os meios de policiamento de proximidade existentes em Setúbal com o objetivo de verificar se há condições para reformular esses mecanismos no concelho e, em particular, nalguns bairros.

 

O policiamento de proximidade é considerado pela Câmara Municipal de Setúbal a opção correta para assegurar eficácia no relacionamento das forças da autoridade com as populações e a dissuasão dos comportamentos delituosos.

 

in, http://www.mun-setubal.pt/pt/noticia/esforco-de-inclusao-apresentado-ao-governo/1287

A Câmara Municipal de Setúbal lamenta profundamente a morte de um jovem, ao fim da tarde de 16 de março, na zona do bairro das Manteigadas, no contexto de uma intervenção policial com trágicas consequências, e apresenta à família as suas condolências.

 

A presidente da Câmara Municipal, Maria das Dores Meira, encetou já contactos com o Ministério da Administração Interna, e falou telefonicamente com o senhor secretário de Estado da Administração Interna, tendo ficado agendada uma reunião com o senhor ministro para dia 18, às 12h00, para analisar a situação.

 

A Autarquia considera que é imprescindível que sejam iniciadas com toda a celeridade as investigações necessárias ao cabal esclarecimento de todas as circunstâncias em que ocorreu o falecimento do jovem.

 

A Câmara Municipal repudia todos os atos de vandalismo e destruição de equipamentos urbanos registados, e salienta a necessidade do rápido apuramento das responsabilidades por estas ações.

 

Mantemos o nosso total empenhamento na constante melhoria das condições em que se vive nos vários bairros sociais de Setúbal, tarefa em que continuaremos a envolver, como temos feito nos últimos anos, os seus habitantes. Com eles, continuaremos a ultrapassar obstáculos e a trabalhar intensamente para transformar estes bairros.

 

in, http://www.mun-setubal.pt/pt/noticia/camara-lamenta-morte-de-jovem/1283

APOIO À INFÂNCIA

 

APOIO A PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

 

APOIO À POPULAÇÃO IDOSA

 

APOIO AO EMPREGO

 

APOIO DOMICILIÁRIO

 

ATENDIMENTO A MORADORES

 

ATIVIDADES CULTURAIS E ARTÍSTICAS

 

ATIVIDADES DESPORTIVAS

 

EDUCAÇÃO/FORMAÇÃO - ADULTOS

 

EDUCAÇÃO/FORMAÇÃO - JOVENS

 

OCUPAÇÃO DE TEMPOS LIVRES - CRIANÇAS E JOVENS

 

PROTEÇÃO ESPECIAL/APOIO À VÍTIMA

 

RENDIMENTO SOCIAL DE INSERÇÃO

 

SAÚDE

O Município de Setúbal esteve representado na Conferência da Rede das Cidades Interculturais, projeto do Conselho da Europa e da Comissão Europeia, que decorreu entre os dias 6 e 8 de fevereiro em Dublin.

Em anexo, encontra-se a comunicação proferida pela Sra. Presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Dra. Maria das Dores Meira.

Para mais informações, consulte os links:

quarta, 09 janeiro 2013 17:14

Nosso Bairro, Nossa Cidade

“Nosso Bairro, Nossa Cidade” – Programa Integrado de Participação e Desenvolvimento da Bela Vista e Zona Envolvente, criado pela Câmara Municipal de Setúbal.

 

Esta iniciativa envolve residentes, serviços municipais e perto de trinta entidades sediadas no território, uma área que engloba os bairros da Bela Vista, da Alameda das Palmeiras, do Forte da Bela Vista, das Manteigadas e da Quinta de Santo António.

De acordo com dados habitacionais da Autarquia de dezembro de 2011, é abrangida por este projeto uma população estimada de cerca de 6700 pessoas, num total de 153 edifícios com 1592 fogos, dos quais mais de 26 por cento são de propriedade privada.

O “Nosso Bairro, Nossa Cidade” estabelece que as ações a realizar devem ser protagonizadas pelos moradores, gerando assim a participação das pessoas nas decisões que a elas e à sua comunidade dizem respeito, com o objetivo de promover a autonomia, a responsabilidade e o crescimento coletivo.

As pessoas, organizadas em grupos, participam nas decisões e também nas tarefas inerentes à execução das ações, numa lógica de formação de lideranças e de mobilização popular.

O “Nosso Bairro, Nossa Cidade” está organizado em cinco eixos de prioridade – intervenção com jovens; educação, formação e emprego; imagem e visibilidade; vida em comunidade; promoção da participação das pessoas.

As bases de intervenção do “Nosso Bairro, Nossa Cidade” foram configuradas a partir da análise dos indicadores de diagnóstico do Observatório Social da Bela Vista, realizado em 2007, e da agregação das propostas dos serviços municipais e dos parceiros locais.

 

Área de intervenção

 O programa "Nosso Bairro, Nossa Cidade" incide em cinco áreas residenciais, totalizando 1592 fogos.

 

Atividades

Mais de centena e meia de atividades, algumas já concretizadas, foram programadas no âmbito do “Nosso Bairro, Nossa Cidade”.

Esse conjunto inclui ações de reabilitação urbana, com pinturas de edifícios e galerias, reparações de escadas e recuperação de espaços devolutos, com a disponibilização de materiais pela Autarquia e apoios mecenáticos para a execução das obras, a cargo dos moradores.

As atividades definidas englobam também as áreas de cultura, ação social, formação cívica e desporto, bem como debates por grupos de trabalho compostos por moradores, técnicos municipais e representantes de instituições, em que são apresentadas e discutidas novas ideias para implementar.

 

 

A supressão dos estigmas sociais associados à Bela Vista, com a criação, em paralelo, de uma dinâmica social que incremente o relacionamento salutar e profícuo entre as várias comunidades residentes no bairro são dos principais objetivos do RUBE – Regeneração Urbana da Bela Vista e Zona Envolvente. O programa, aprovado pelo PORLisboa – Programa Operacional Regional de Lisboa, no âmbito do QREN – Quadro de Referência Estratégico Nacional, implica o desenvolvimento de 18 projetos e 16 ações complementares

Atividades lúdicas, pedagógicas, culturais e desportivas marcam o período de férias de Natal de crianças e jovens de bairros da Bela Vista e das Manteigadas, em Setúbal

 

A iniciativa “Férias no Bairro”, para ocupação de tempos livres durante a quadra natalícia, é desenvolvida nos bairros da Bela Vista, do Forte da Bela Vista e das Manteigadas e noutros espaços e equipamentos públicos da cidade por moradores e associações de jovens, com o apoio da Câmara Municipal.

 

A ação, mais um dos exemplos do espírito de intervenção ativa que está a ser promovido pela população no âmbito do pograma municipal “Nosso Bairro, Nossa Cidade”, realiza-se com o intuito proporcionar a crianças e jovens um conjunto de atividades ocupacionais variadas, em momentos de convívio e partilha multicultural.

 

Nas Manteigadas, onde houve uma experiência-piloto desta iniciativa durante o período de férias letivas no verão, as ações são dinamizadas por jovens da Associação Atitude, grupo que já organizou outras ações locais, como operações de limpeza no bairro.

 

Na Bela Vista, o programa é organizado por um grupo de jovens envolvidos no final de agosto no festival “Mudar o Olhar”, enquanto no Forte da Bela Vista as atividades são impulsionadas pela Comissão de Moradores e Jovens do bairro.

 

As crianças e os jovens participantes nas “Férias no Bairro” podem desfrutar de atividades desportivas e jogos tradicionais, ateliers de culinária, de expressão plástica e de educação ambiental e de workshops para elaboração de presentes de Natal com recurso a materiais recicláveis.

 

O programa integra ainda a animação de leitura “O Pai Natal que veio do espaço”, baseada na obra homónima de Mário Contumélias, nos serviços centrais da Biblioteca Municipal de Setúbal, um dos locais onde são dinamizadas as atividades, assim como o Parque Verde da Bela Vista, o Centro Multicultural, o Complexo Municipal de Atletismo de Setúbal, o Pavilhão das Manteigadas e os próprios bairros.

 

Para o último dia da iniciativa está prevista uma festa de encerramento das “Férias no Bairro”, durante a tarde, no Centro Multicultural.

 

Documentos produzidos no âmbito da iniciativa Agenda 21 Local  para a Unidade Territorial Bairro da Bela Vista.

 

Realização de um diagnóstico participado, visando a identificação de potencialidades e constrangimentos inerentes àquele território e apontando pistas e estratégias de intervenção.

Neste documento apresentamos um breve resumo das linhas-mestras do programa RUBE- Regeneração Urbana do Bairro da Bela Vista e Zona Envolvente.

 

Janeiro 2013

 

O lançamento do website do Observatório Social da Bela Vista constitui mais um importante passo dado pela Autarquia nesta caminhada para a valorização e melhoria das condições de vida da população residente nestes bairros.

 

Conhecer as realidades com as quais trabalhamos é condição fundamental para o sucesso das ações que desenvolvemos com as pessoas e entidades. A criação de um sistema de informação é um impulso para a realização de um diagnóstico preciso e para a monitorização da evolução dos indicadores sociais que contribuem de forma objetiva para a regeneração urbana dos territórios da Bela Vista e zona envolvente.

 

Temos um olhar integrado sobre estas realidades, conhecemo-las bem e não iludimos os problemas. Por isso concretizámos um programa, com o apoio de fundos comunitários, de Reabilitação Urbana da Bela Vista e zona envolvente (RUBE) que integra um conjunto de intervenções nos bairros, nas quais se se destacam obras de reabilitação dos pátios, um novo pólo da biblioteca municipal, o centro multicultural e um mercado social.

 

Tudo somado, temos nestes bairros um investimento que ultrapassa quatro milhões de euros, valor a que se somará o investimento na criação e dinamização dos Gabinetes de Bairro, que em conjunto com outros serviços municipais são responsáveis quer pelo acompanhamento das pessoas, quer pela realização de várias ações que contribuem decisivamente para a gradual melhoria desta zona habitacional.

 

A criação do Observatório Social da Bela Vista em 2005 surgiu da vontade das várias entidades que operam nestes territórios em contrariar a inexistência de estratégias e práticas integradoras da ação e em avaliar o impacto das diferentes intervenções realizadas, definindo paralelamente políticas de intervenção social concertadas.

 

Connosco neste percurso têm estado variadíssimas associações e instituições que trabalham com as comunidades aqui residentes, imparáveis, incansáveis, sempre à procura de chegar mais longe. Por isso, quero, uma vez mais, manifestar a todos os que se empenham nesta gigantesca ação de reabilitação urbana e social o nosso agradecimento pelo trabalho que desenvolvem.

 

O desenvolvimento deste website assenta e só faz sentido numa ótica de envolvimento e comprometimento das entidades, que fazem destes territórios o seu denominador comum. Este é o desafio que lançamos a todos: a nós, autarcas, que temos aqui especiais responsabilidades, mas também para todos os que aqui vivem e trabalham e têm, também, o dever, a obrigação de fazer desta Bela Vista um sítio melhor para se viver, demonstrando, uma vez mais, que Setúbal é uma cidade rica em valores, saberes e multiculturalidade.

 

A todos, o nosso muito obrigado.

segunda, 08 outubro 2012 16:33

mensagem de teste da presidente

1a só com uma imagem de teste