Setúbal é uma cidade rica em valores, saberes
e multiculturalidade.

terça, 12 novembro 2013 14:26

Miúdos de Setúbal

Escrito por 

Miúdos de Setúbal

Crítica Ípsilon por: Luís Miguel Oliveira

Uma “trilogia” a compor um retrato, entre o documentário e a ficção, do Bairro da Bela Vista em Setúbal.

Três filmes com bastante em comum entre eles, e que são apresentados como uma trilogia. E como faz sentido numa trilogia, completam-se uns aos outros, nas suas derivas entre ficção e documentário, para chegarem a uma espécie de retrato de lugar, em espírito e em matéria social.

O lugar é o bairro da Bela Vista em Setúbal, e os dois filmes de Filipa Reis e João Miller Guerra nasceram directamente de um concurso lançado pela câmara municipal da cidade para a realização de um projecto cinematográfico nesse bairro. "Bela Vista" é mais estritamente documental, uma descrição das rotinas do bairro que se deixa algumas figuras humanas destacarem-se (o miúdo da bicicleta no belo primeiro plano, por exemplo) o faz sem as impor a uma ideia de “colectivo”, e sempre dedicando uma especial atenção às características arquitectónicas dos vários prédios e construções e ao modo como a arquitectura é usada e habitada no quotidiano.

"Cama de Gato", por sua vez, comporta alguma encenação, ainda que baseada na experiência real: a sua protagonista é uma rapariga, mãe adolescente, que seguimos na relação com a filha, com a família, com as amigas e com a escola.

Os filmes anteriores da dupla, se revelavam sempre um grau de justeza na observação sociológica, ficavam um bocadinho aquém na utilização expressiva dos recursos formais do cinema. Estes dois filmes são um progresso: pensamos, por exemplo, em Cama de Gato, num belo travelling muito “nouvelle vague” a acompanhar a protagonista e a amiga em conversas de adolescente, ou no plano fixo, cheio de drama, em que a rapariga conta a história da relação com o namorado (que está preso).

Um Fim do Mundo, originário do mesmo local, é o primeiro filme de Pedro Pinho desde Bab Septa, um documentário sobre as “portas” da imigração africana para a Europa. Narrativamente, é a simplicidade ela própria: um grupo de miúdos, pretos e brancos, um dia de verão, uma ida à praia (a Tróia). Conta o desenvolvimento da relação, da “dinâmica de grupo”, com humor e leveza, e contam sobretudo os gestos, os movimentos, nalgumas cenas seguidos com uma atenção quase coreográfica, reforçada pela sensualidade da bonita fotografia a preto e branco, que conserva algum do grão e da luminosidade do 16mm original (depois transposto para vídeo digital, formato de apresentação do filme). Bela Vista e Cama de Gato são mostrados na mesma sessão, Um Fim do Mundo é mostrado sozinho.

Fonte: http://ipsilon.publico.pt/cinema/filme.aspx?id=326452

 

 

Modificado em sexta, 27 fevereiro 2015 11:39