Setúbal é uma cidade rica em valores, saberes
e multiculturalidade.

Novas ações de trabalho a desenvolver no território abrangido pelo programa “Nosso Bairro, Nossa Cidade” são lançadas num encontro entre moradores e o Executivo municipal, domingo à tarde, na Escola 2,3 + S da Bela Vista, em Setúbal.

 

No 1.º Encontro Nosso Bairro, Nossa Cidade, a realizar entre as 15h00 e as 19h30, representantes dos cinco bairros que integram o programa – Bela Vista, Forte da Bela Vista, Alameda das Palmeiras, Manteigadas e Quinta de Santo António –, apresentam à comunidade novas iniciativas a desenvolver de aumento da qualidade de vida da comunidade.

 

A iniciativa tem a particularidade de os moradores, organizados em grupos de trabalho, avançarem com medidas concretas e metodologias de trabalho para uma plena implementação e concretização dos projetos a desenvolver durante este ano.

 

Ambiente e espaços verdes, desporto, atividades físicas e culturais e higiene e limpeza são algumas das áreas de trabalho a dinamizar por moradores e Câmara Municipal de Setúbal no âmbito do “Nosso Bairro, Nossa Cidade”, assim como ações de participação ativa na organização e reabilitação de edifícios e espaços públicos.

 

A sessão de abertura, às 15h30, conta com intervenções da presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira, e do vereador Carlos Rabaçal, encontro em que está ainda presente o presidente da Junta de Freguesia de S. Sebastião, Nuno Costa, além de técnicos municipais.

 

O visionamento do filme “Férias no Bairro” antecede um momento de reflexão, análise e debate sobre o trabalho já realizado e em desenvolvimento no âmbito deste programa municipal, responsável por impulsionar atividades de melhoria do território e das condições de vida das populações.

 

A união de esforços em torno de uma causa comum é o desígnio do “Nosso Bairro, Nossa Cidade”, que, ao longo de mais de um ano, já dinamizou várias operações de beneficiação de habitações e iniciativas que promovem o convívio de uma comunidade multicultural.

 

Após a sessão de encerramento do primeiro encontro “Nosso Bairro, Nossa Cidade”, é exibido o documentário “Bela Vista”, dos realizadores João Miller Guerra e Filipa Reis, produzido no âmbito do programa RUBE – Regeneração Urbana da Bela Vista e Zona Envolvente, seguindo-se um jantar-convívio.

Em reunião realizada esta sexta-feira para analisar a forma como os acontecimentos ocorridos a 16 de Março foram transmitidos pela comunicação social, os moradores dos bairros da Bela Vista, Alameda das Palmeiras, Forte da Bela Vista, Quinta de Santo António e Manteigadas eleitos no âmbito do programa “Nosso Bairro, Nossa Cidade” consideraram necessário:

  1. Demonstrar profundo pesar pela morte de um jovem de 18 anos no dia 16 de Março, esperando que o esclarecimento das circunstâncias da sua morte contribua para o apuramento da verdade.
  2. Denunciar a forma como a comunicação social tem contribuído para o reforço da imagem negativa dos bairros sociais, resumindo a vida destes a actos violentos, quando, nestes bairros, tanta vida existe para lá da violência.
  3.  Exigir à comunicação social que transmita com maior rigor as situações de tensão nos bairros da Bela Vista e zona envolvente e que dedique os mesmos meios e atenção à cobertura das muitas iniciativas positivas que marcam a vida destes bairros.

Nestes bairros residem mais de sete mil pessoas que, organizadamente, têm, entre outras acções, pintado os seus prédios e desenvolvido actividades desportivas e culturais. Note-se que só a pintura voluntária de um bairro inteiro (o do Forte da Bela Vista) poupou ao erário público cerca de meio milhão de euros.

Na mesma reunião, os eleitos no âmbito do programa “Nosso Bairro, Nossa Cidade” decidiram tomar medidas para mostrar a sua indignação face à cobertura mediática estigmatizante dos acontecimentos de 16 de Março, que não transmitiu uma imagem equilibrada dos bairros. 

Para este efeito foi decidido contactar:

  •  a Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC)
  • as direcções editoriais dos principais órgãos de comunicação social
  • os órgãos de soberania

Os eleitos no âmbito do programa “Nosso Bairro, Nossa Cidade” encontram-se à disposição para quaisquer esclarecimentos sobre este assunto.

Pelos moradores eleitos no âmbito do programa,

Luís Teixeira

Manuela Fuzeta

Teresa Martinho

Filipe Faustino

Publicado em Notícias